Aquariofilia --- Mundo dos Aquários
Seja Bem Vindo
Ao fórum Mundo dos Aquários

Para poder aceder livremente à nossa comunidade, terá que efectuar Login.


Se ainda não é membro registe-se agora.

Últimos assuntos
» Lago Plantado do Daniel Ribeiro (fotos e vídeos)
por Daniel Ribeiro Seg Dez 28, 2015 10:12 am

» (ATENÇÃO)Recrutamento de Admin e Mod.
por LuisBarroso Sab Dez 19, 2015 3:23 am

» Minha Apresentação
por Maria Fernanda Qui Dez 17, 2015 8:06 pm

» SÁBADO DIA 19 PORTAS ABERTAS EHEIM COM DESCONTOS ATÉ 50%
por paulo vieira Ter Dez 15, 2015 11:15 pm

» Aquário de Polypterus
por MarcosRafael Seg Dez 07, 2015 8:56 pm

» LINHA DE AQUÁRIOS COM MÓVEL PAULO VIEIRA AQUARIOS
por paulo vieira Qua Out 21, 2015 9:32 pm

» Aquário novo - AJUDA - Pontos brancos no vidro e larvas
por Manuel Rodrigues Seg Out 05, 2015 11:23 pm

» Mudar Layout
por Manuel Rodrigues Qua Set 23, 2015 1:21 pm

» CO2 Líguido, alguem ja usou?
por Bruno Gomes Qua Set 02, 2015 4:41 pm

» Sanguessugas
por Bruno Gomes Seg Ago 31, 2015 4:42 pm

Contribuição

Parecerias







Vida de Aquarista
Procurar

    Mundo dos Aquarios

    Pesquisa questões já colocadas por outros membros, poderás obter respostas mais rapidamente

    Resultados por:


Votação

Como tiveram conhecimento deste fórum?

33% 33% [ 17 ]
8% 8% [ 4 ]
22% 22% [ 11 ]
8% 8% [ 4 ]
14% 14% [ 7 ]
8% 8% [ 4 ]
8% 8% [ 4 ]

Total dos votos : 51


Dicas Para Compreender um Aquario Plantado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dicas Para Compreender um Aquario Plantado

Mensagem por Manuel Rodrigues em Dom Dez 11, 2011 3:57 am

Um resumo para servir como consulta:

Macro-nutrientes: Nitratos, Fosfátos e Potassio
Micros-nutrientes: Ferro, Boro, Cobalto, Cobre, Manganês, Zinco, Niquel entre outros

Nos macros-nutrientes :

Nitratos são parcialmente gerados pelos excrementos dos peixes... que as bactérias nitrificantes transformam de amonia/nitritos para nitratos
Fosfátos são parcialmente gerados pela comida que damos aos peixes... depende também da comida.. pois existe comidas que libertam mais que outras.

Ou seja, se tiverem um aquario com muita fauna (ex:D iscus que comem e defecam imenso) os valores de NO3 e PO4 serão superiores a um aquario com peixes mais pequenos.. dai necessitares de conhecer a produção de NO3 e PO4 que se produz diáriamente vs ao consumo das plantas...
Isto é, pode existir varias variantes como as plantas consumirem tudo e ainda ficar em falta ou as plantas não darem vazão ao que é gerado pelo aquario.

Para estes macro nutrientes necessitam dos testes de NO3 (nitratos) e PO4 (fosfátos).

Para conseguirem ter uma noção do NO3 e PO4 gerado têm de estabelecer uma rotina e parametros estáveis.
A rotina baseia-se na adição de comida, ou seja, dar sempre a mesma quantidade e o mesmo numero de vezes ao dia, os parametros estáveis é a luz e o seu numero de horas, CO2 sempre com a mesma cadençia.

Após terem tudo controlado, estamos prontos para estimar o valor gerado pelo aquario.
Para começar antes do Fotoperiodo começar fazemos os testes de NO3 e PO4 e apontamos os valores que derem.

Exemplo de resultado:

NO3- 5ppm
PO4- 0.5ppm

Depois quando acabar o fotoperiodo repetimos os testes.

Exemplo de resultado:

NO3- 10ppm
PO4- 0.5ppm

Resultado conseguimos apurar que o aquario gerou a mais 5 ppm de NO3 que o consumo das plantas, e o PO4 manteve-se estável ou seja a produção está equiparado com o consumo.

Neste exemplo conseguimos apurar que temos carga organica (NO3) a ser produzido em excesso e o PO4 estável. Neste exemplo as recomendações para equilibrar os nutrientes são varias.

Opção de medida a tomar:
Reduzir Fauna
Aumentar as plantas ou meter plantas com capacidades de consumo superior
TPAs regulares (neste caso ao se fazer TPAs também reduzimos o PO4 na coluna e será necessário repor através de fertilização)

Se os testes derem ao contrário ou seja existir mais consumo do que o que é gerado

Opção de medida a tomar:
Aumentar a Fauna
Reduzir numero de plantas
Administrar fertilizantes

O ultimo macro nutriente Potassio é o unico macro nutriente que não é gerado pelo ecosistema e tem de ser adicionado ao aquario regularmente.
(atenção que substratos ferteis contém algum potassio)

Micro-nutrientes

Os micronutrientes são nutrientes necessários para as plantas conseguirem um aspecto saudável mas porém são necessários em pequena escala, não existe testes (consumiveis de aquariofilia) para medir todos os micro-nutrientes (excepto o ferro) logo aqui devemos seguir a dose recomendada pelo fabricante do fertilizante.
Existe formas de verificar as carençias dos mesmos mas isso está explicado num topico do André Silvestre.
O Ferro tende a ser o micro nutriente que careçe nos aquarios. Sendo o micronutriente que as plantas mais consomem, dai existir Fertilizante de Ferro em separado.

No inicio de uma montagem com substrato fertil não convém adicionar nenhum fertilizante nas primeiras semanas nem de muita luz... no inicio da montagem o substrato fertil liberta uma maior quantidade de nutrientes até se criar o bio-filme (camada de bactérias que separa a coluna de água com o areão)
Passado 2 semanas +/- começamos a equilibrar os nutrientes NPK vs Luz vs CO2 para o desejado, 1 ou 2 semanas depois começamos a adicionar micros.

O substrato fertil tem como finalidade oferecer nutrientes às plantas sem afectar a coluna de água (as algas não conseguem consumir os nutrientes que estão no solo fertil pois este substrato deve ser protegido por areão inerte e com a criação do bio-filme que consiste numa camada de bactérias que impede a libertação de nutrientes no solo para a coluna de água. O bio-filme é gerado pelo proprio aquario)

Sendo assim o substrato fertil trás inumeras vantagens, pois só simples facto de as plantas não terem competição com as algas nas suas raizes já é um avanço. Se faltar nutrientes na coluna de água as plantas vão se abastecer também no substrato.

A relação de NPK deve ser proporcional de NO3:5 PO4: 0.5 e K:10 ou NO3:10 PO4:1 e K:20 (não existe teste de potassio por isso tem de ser avaliado a olho, mas adicionando 10 ppm diários ou dia sim dia não será o mais adequado ou então por cada 5ppm de nitratos adcionamos 5ppm de potassio ou então por cada 0.5ppm de fosfátos adicionamos 5 ppm) Se tivermos de adicionar NO3 e PO4 o K não será a soma dos 2, fertilizamos consoante o valor que for mais elevado seja ele de NO3 ou PO4.

Luz

Na selecção do tipo de luz devemos ter em atenção também o tipo de plantas e a sua quantidade, e claro até onde queremos ir!!!

Iluminação excessiva obriga a um maior consumo por parte das plantas que dificulta a proporção de NPK, pois cada tipo de planta tem os seus consumos...

Iluminação fraca fará as plantas consumirem menos nutrientes, muita fauna será um problema num aquario com pouca luz pois será gerado mais NO3 e PO4 do que será consumido.

Os aquarios com muita luz se estiverem estáveis, conseguimos uma melhor resposta das plantas (crescimentos mais rapidos, plantas saudáveis e viçosas), mas também é um aquario que está mais sujeito a problemas como algas.

A relação quantidade de Watts por Litro, deve-se seguir até aquarios de 100LT 1w/L mas em aquarios maiores essa relação não se aplica, pois para um aquario de 500LT 250w a 300w chegam perfeitamente desde que a altura do aquario não seja excessiva. 50cm a 60cm de altura será o máximo recomendado.

CO2

O CO2 é um tipo de estimulante para as plantas, e um afasta para lá nas algas Smile... Deve ser usado perto dos 30ppm (façam medições com o teste de CO2)

O CO2 em alguma quantidade (30ppm) na coluna de água irá facilitar a fotosintese das plantas obrigando as mesmas a consumir mais nutrientes, consumos maiores de nutrientes mais massa vegetal será criada e menos nutrientes estão disponiveis para as algas.


Resumindo devemos ter em atenção que a relação NPK+LUZ+CO2 estão todos relaçionados entre eles... dai os testes, a escolha de iluminação e necessidade de CO2 serem obrigatoriamente planeadas antes de adquirir qualquer tipo de material.

Devemos ponderar tudo, até se realmente temos tempo para tratar de um plantado... pois deixo um aviso que um aquario High-Tec necessita praticamente todos os dias de atenção e manutenção!!

Algas O que pode estar mal!

Bem em relação às algas é normal aparecerem algas no inicio das montagens, dai não devem abusar da luz pois as plantas ainda não se adaptaram ao novo habitat e não consomem os nutrientes 100%, e as algas tendem a aproveitar sempre os nutrientes que não são consumidos.

Devemos tentar perceber que tipo de alga é ver a melhor forma de a combater.

As melhores armas são TPAs, estabilizar relação NPK vs LuZ vs CO2!

Em certos casos aumentar o CO2 disponivel ou injectar carbono liquido directamente nas algas ajuda a sua exterminação.

Respeitando este procedimentos, conseguimos que as proprias plantas combatam as algas através de segregação de inibidores.
Estes inibidores (Aleolepatia) "penso que se escreve assim" vão afectar as algas dando vantagem as plantas na luta pelo consumo de nutrientes!

Os principais nutrientes que levam ao aparecimento de algas é excesso de NO3, Falta ou excesso de PO4 e o Ferro.

O ferro é uma das armas que as algas usam quando não conseguem consumir os restantes nutrientes. As algas são capazes de proliferar com apenas ferro e luz disponiveis na coluna de água. Dai não devemos abusar do ferro sem ter a certeza que as plantas estão preparadas para o consumir.

Nos plantados não abusem dos equipamentos filtrantes, filtros muito superiores à litragem do aquario, isto porque as plantas tendem a preferir consumir a amonia e nitritos e este processo é mais rapido e menos desgastante para as plantas.
avatar
Manuel Rodrigues
Administrador Fundador

Mensagens : 924
Data de inscrição : 05/12/2011
Idade : 28
Localização : Viana do Castelo

http://mundodosaquarios.forumfacil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum